Artigos

Trabalhe com a sua Equipa

Publicado em Artigos.

Para ver a versão de impressão, Clique aqui.

GERIR é trabalhar através de outros, e com os outros, com o fim de atingir eficazmente os objetivos da organização, usando eficientemente os recursos escassos num contexto de mercado em constante alteração.

O gestor deve ser inovador, de modo a detetar oportunidades e aproveitá-las energicamente, assim como antever ameaças para tomar medidas preventivas atempadamente e ativamente.

Segundo abordagens teóricas, a função de um gestor consiste em conceptualizar a empresa, já não como um sistema fechado, mas como um sistema aberto, que tem que se adaptar à evolução do mercado. Ou seja, um gestor deve ser sensível à evolução positiva ou negativa do mercado, delineando estratégias, de modo a adaptar-se, maximizando o lucro e a competitividade.

Deve aplicar soluções individualizadas para diferentes questões ou problemas, e ações preferenciais ajustadas a cada situação, tendo em conta os públicos com quem trabalha, internos e externos.


Neste prisma, trabalhar não é suficiente, agora o essencial, é saber trabalhar com os outros, saber utilizar as ferramentas de liderança, ser melhor líder e levar a organização a produzir o que o mercado quer. Ou seja, o gestor deve passar de uma ótica de produto para uma ótica de mercado “clienting”, do ponto de vista estratégico de negócio, e de gestão do capital humano. Na prática, o papel do gestor consiste na definição de estratégias (formas de atuação que conduzem aos objetivos das pessoas e da organização).

Externamente, o gestor representa os interesses organizacionais, nas suas relações com as restantes entidades (fornecedores, clientes, parceiros, estado); e atua ao nível de uma gestão, institucional e funcional - definindo as políticas a seguir na atuação da organização, face aos diferentes mercados onde atua; e operacional a nível da relação da empresa com o exterior – de referir aqui o espetro comercial.
Internamente, o gestor é o elo de ligação entre as várias áreas da empresa, tentando formar um todo coeso.

Pode ser considerado um líder, ao compatibilizar os objetivos da empresa com os objetivos individuais dos seus colaboradores, levando-os à ação. Podendo recorrer às ferramentas da motivação e do feedback, do Coaching e do Team-building.

No meio organizacional, quando se está a constituir uma equipa, o único critério usualmente considerado é o conjunto de responsabilidades e tarefas inerentes ao titular de determinado posto de trabalho.
Esta perspetiva é bastante restritiva, sendo que há que se ter em conta aspetos do comportamento particular e personalidade de cada um. A mesma função será executada de diferentes formas, de acordo com o modo de atuação do colaborador em causa. O papel do colaborador na equipa corresponde, assim ao modo como a pessoa, se comporta no grupo, se relaciona e dá contributos.


Para otimizar a equipa, a escolha dos colaboradores com base nas suas diferenças e características, garante a construção de equipas equilibradas e eficazes; com alto rendimento e desempenhos evolutivos, podendo chegar à excelência através da prática, treino e interação. Gerando assim VALOR à empresa.

No local de trabalho, Motive a sua equipa, Entenda as oportunidades, Use ferramentas de comunicação, Dê o seu feedback.

Agora, a pergunta evidente:

Por que é que o valor do trabalho em equipa, tão reconhecido internacionalmente e com tanta utilidade prática, ainda é desvalorizado nos nossos meios organizacionais?
 

Morada

  • Praça de Azurite, 380-B
    Parque São Domingos
    2785-812 São Domingos de Rana

Newsletters

 
Siga-nos no Facebook

Representamos